Do ócio ao risoto de camarão

risoto de camarão

Às vezes, na verdade com muita frequência, tenho desejos súbitos. E incontroláveis!
Ontem enquanto estava na manicure, num misto de sono e ócio (criativo!), pensava que naquela noite queria mesmo era um bom jantar em casa, só com meu Antonio. Naquele ponto a questão se tornou “o que será esse jantar”? Então lembrei que trouxera camarões rosa de Vitória, fresquinhos… que tinha arroz arbóreo em casa, que amo queijo de cabra… e o pensamento finalizou esse risoto de camarão com raspinhas de casca de limão. E um bom espumante para acompanhar e brindar à vida e à possibilidade de uma sexta à noite em casa, deliciosa.

Desde já peço desculpas por não colocar quantidades, mas quando a receita sai da cabeça, as quantidades acontecem aos poucos, na hora, e no fim das contas nunca consigo contabilizar… dessa receita para dois, as únicas medidas que tenho certeza são três punhados de arroz, 200 gr de camarão rosa sem casca, uma taça de espumante e raspas de 2/3 de limão. Mas vamos lá!

Antes de mais nada, quando comprar o camarão, peça as cascas e cabeças.

Esprema um pouquinho de limão sobre o camarão e reserve. Refogue cebola, cascas e cabeças, acrescente água, uns dois dentes de alho e um pouco de sal, tampe a panela e reduza o fogo mantendo-o bem baixo. Quando o caldo estiver saboroso, retire do fogo, coe e conserve em fogo baixo.

Numa frigideira com quase nada de manteiga e em fogo médio, coloque o camarão. Espere rosar de um lado e vire. Coloque uma pitada de sal e retire do fogo quando estiver rosa dos dois lados.

Noutra panela, refogue cebola picada na manteiga e quando estiver translúcida, acrescente o arroz arbóreo. Mexa até que esteja brilhante, envolto com a manteiga. Acrescente o espumante e mexa até que evapore. Aí entra o caldo, sempre aos poucos e mexendo com frequência. Evaporou, coloque um pouco mais e siga assim até que o grão esteja al dente. Nesse momento acrescente os camarões, o queijo de cabra ralado e as raspas de casca de limão* e misture brevemente.

Desligue o fogo e tampe a panela por dois minutos. Agora é só servir!

(*) Eu usei raspas do limão tahiti mas acho que com limão siciliano ficará ainda mais especial.

Detalhes importantes:
– tem que ser arroz arborio pois esse tipo solta mais amido (e é isso que dá a consistência do risoto)
– não lave o arroz
– a qualidade do caldo é decisiva, o ideal é fazê-lo em casa e esquecer que caldo pronto existe
– acrescente o caldo aos poucos
– mexa
– o risoto deve ficar úmido e o arroz al dente
– sirva quente

Monstro pois é algo que bota muito medo quando se trata da auto estima masculina , embora em menor quantidade, também é usado em remédios que combatem a hipertensão pulmonar.

Você também pode gostar...

6 comentários

  1. Anonymous diz:

    amei a receita. vou testar!amei tb o Diga Maria!um bjoylenia

  2. d e n i s e diz:

    Tb adorei o Diga Maria, que bela surpresa!!!Mas… se eu resolver seguir seu ritmo engordo um bocado hein…Vai aí a sugestão, umas dicas de malhação, uhuhuhuhuhuhu [brincadeiiiiraaaa].beijoca!

  3. Melissa diz:

    putz, eu fiz uma vez uma receita parecidissima com essa, baseada no prato do Domus Italica, restaurante de VV. O queijo era parmeggiano reggiano e acrescentava aspargos fresquissimos.O seu nao deve ter ficado nada mais nada menos que um espetaculo!

  4. meninas, obrigada pela boa companhia!Denise, sinto muito, mas dicas de malhação (infelizmente) estão fora da minha alçada… mas prometo incluir umas receitinhas lights de vez em quando!Mel, acredita que nunca fui ao Domus?! E olha que já escutei alguns bons comentários… mas vou testar essa variação da próxima vez!

  5. Ontem chovia muito em Florianópolis, fiquei responsável por fazer o almoço. Fiz esse prato, sem ter visto tua receita. Eram 6 adultos, foram 4 xícaras do arbóreo, sobrou para 2 jantares…rsss. O vinho foi de maçã… deu um aroma especial… o caldo, além da fervura nos camarões, acresentei dois tabletes de caldo knor sabor camarão – cuidei do sal… ao servir decorei com folhas de majericão fresquinhas… oportunidade para abrir um espumante, francês, que ganhei de presente…

    1. Essa receita é uma delícia, não?! Da próxima vez que fizer, experimente não colocar o caldo Knor; o caldo feito apenas com as cascas do camarão, um pouco de alho, cebola e sal já deixa o risoto muito saboroso. E volta pra me contar! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.